Fatos

Realizamos 30 mil atendimentos de serviço especializado de abordagem social para população em situação de rua

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) fez 19.542 abordagens, sendo 10.000 encaminhamentos e 7.979 acolhimentos.
Nas missões integradas de acolhimento, os técnicos abordam a população em situação de rua de maneira humanizada. Os assistentes sociais fazem o primeiro atendimento para identificar as necessidades de cada um. São ofertados cuidados nos dispositivos sociais da Prefeitura, para que as pessoas tenham acesso ao banho, alimentação, roupa e hotelaria, no Centro de População de Rua ou no Hotel Popular, localizados no centro da cidade. Se alguma dessas pessoas apresentam problemas de saúde, são levadas ao hospital. Objetos perigosos, como facas, são recolhidos.
O Centro é o bairro que concentra maior abordagem de pessoas de rua.
Só em 2019 foram realizadas 1.231 missões, com uma média de 104 pessoas atendidas por dia. As equipes de SMSDH abordaram 929 pessoas em situação de rua em Copacabana, 247 foram encaminhadas para rede socioassistencial e 3 pessoas para área de saúde.
Desde que iniciou o período da pandemia da COVID-19 a prefeitura já inaugurou 5 centros Provisórios de Acolhimento (CPA), para abrigar pessoas em situação de rua. O sambódromo que foi higienizado e adaptado para que as pessoas sejam acolhidas e se protejam do novo coronavírus, estão CPAs I, II e III, com mais de 2 mil acolhimentos.
Infelizmente muitas das pessoas que são abordadas se recusam ao acolhimento social nos abrigos da Prefeitura.

Compartilhe:

Deixe seu comentário: